segunda-feira, 29 de setembro de 2014

PM acusado de matar comerciante é denunciado por homicídio duplamente qualificado

 Acusado de matar um comerciante em frente à casa de shows Barra Music, na Avenida das Américas, na Barra da Tijuca, em maio, o soldado da Polícia Militar Rafael Guedes Soares, de 27 anos, foi denunciado pelo Ministério Público estadual por homicídio duplamente qualificado (por motivo fútil e com recurso que dificulte a defesa da vítima). A denúncia foi aceita pelo juiz Murilo Kieling, do 3º Tribunal do Júri da Capital. No último dia 10, o desembargador Siro Darlan, da 7ª Câmara Criminal, negou pedido de liberdade feito pela defesa do policial, que era lotado no 22º BPM (Maré).
Rafael foi preso em casa, em Duque de Caxias, no dia 23 de maio, por agentes da Divisão de Homicídios. O crime aconteceu uma semana antes. O policial é acusado de ter matado o comerciante Rafael José Rodrigues da Silva, de 31 anos, após uma discussão na saída do Barra Music. A vítima usava seu carro particular para fazer transporte de passageiros e alertou o PM , que saía da casa de shows, de que havia uma Blitz da Lei Seca ali perto, e ofereceu seus serviços. O militar saiu do local a pé, e como não viu a blitz, que era realizada na Ayrton Senna, ficou irritado, dando início às agressões. Primeiro, Rafael foi atingido com coronhadas, e depois o militar atirou duas vezes contra ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário