terça-feira, 2 de setembro de 2014

PM é baleado no Complexo do Alemão

Um policial militar da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Fazendinha foi atingido de raspão no pé, segunda-feira à noite, no Conjunto de Favelas do Alemão. De acordo com a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), o PM foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região, onde recebeu um curativo e foi liberado.
Homens do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e do Grupamento de Intervenções Táticas (GIT) das UPPs fizeram varredura na parte alta da favela, em uma região de mata onde funcionava uma antiga pedreira, que seria para onde os bandidos teriam fugido. O policiamento foi reforçado.
Os policiais estavam em patrulhamento pela escadaria da localidade conhecida como Travessa São José, entre as ruas Canitar e Relicário, quando foram vítimas de disparos de armas de fogo efetuados por criminosos. Os agentes revidaram.

6 comentários:

  1. Todos os dias um PM é baleado no Rio de Janeiro, um crime gravíssimo que é tratado como se fosse de menor potencial ofensivo. É a banalização da violência praticada pelos bandidos! Os representantes dos Direitos Humanos somem quando os criminosos (seus protegidos) praticam atos violentos na "cidade maravilhosa", que só é maravilhosa para quem é delinquente. Não existe "Pacificação" no Rio de Janeiro, há apenas a OCUPAÇÃO das áreas que eram dominadas por narcotraficantes! Após UPPs, tráfico migra da região metropolitana (Rio) para Baixada Fluminense e para cidades do interior. O grande erro do secretário José Mariano Beltrame foi NÃO PRENDER NENHUM BANDIDO! O aumento da criminalidade na Baixada e no interior está ligado à saída de criminosos das áreas ocupadas pela PMERJ no Rio. A falta de efetivo é o maior problema dos Batalhões da Polícia Militar. Com a criação das Unidades de Polícia Pacificadora, houve uma queda de efetivo nos Batalhões da Corporação, pois estas OPMs não estão recebendo os novos Policiais Militares, que acabam sendo classificados nas UPPs. O problema da insegurança está presente em todas as regiões do Brasil, porém em nosso estado e, particularmente, em nossa cidade é crescente o número de roubos, furtos e arrombamentos à residências e empreendimentos. Sofremos com a falta de efetivo e constante policiamento ostensivo para ajudar a coibir e evitar o distúrbio aos cidadãos desta cidade.

    ResponderExcluir
  2. LEMBREM-SE QUE A DILMA FOI CONTRA O PISO SALARIAL DOS POLICIAIS MILITARES, POIS A "PRESIDENTA" NÃO APROVOU A PEC 300/08!!! VOTEMOS CONTRA ELA NAS ELEIÇÕES DE OUTUBRO DE 2014... ESCOLHAM QUALQUER OUTRO CANDIDATO QUE VÁ PARA O SEGUNDO TURNO (MARINA OU AÉCIO), PARA QUE POSSAMOS DERROTAR A NOSSA "INIMIGA". FORA DILMA! PT NUNCA MAIS!

    ResponderExcluir
  3. VOTEMOS CONTRA O GAROTINHO NAS ELEIÇÕES DE OUTUBRO DE 2014, POIS ELE NUNCA VALORIZOU A PMERJ, JAMAIS DEU AUMENTO PARA OS SERVIDORES DA SEGURANÇA PÚBLICA!!! ESCOLHAM QUALQUER OUTRO CANDIDATO (PEZÃO OU CRIVELLA), PARA QUE POSSAMOS DERROTAR O NOSSO "INIMIGO"! ELE FALOU QUE OS REFERIDOS SERVIDORES GANHAM BEM... FORA GAROTINHO!

    ResponderExcluir
  4. Segundo a pesquisa Ibope, divulgada no dia 26/08/2014, quem tem a maior rejeição é o candidato Garotinho, com 35%. A pesquisa simulou um segundo turno entre Garotinho e Crivella. Nesse cenário, Garotinho e Crivella EMPATAM TECNICAMENTE! Numa disputa entre os dois (Anthony Garotinho contra Marcelo Crivella), eu votaria no Marcelo Crivella, com certeza!

    ResponderExcluir
  5. boa noite companheiros bem lembrado a Dilma não deixou colocar a pec300/08 em votação do segundo turno, vamos fazer campanha nacional contra ela, vamos alertar todos os funcionarios da segurança pública em geral para derrubar ela e o pt em geral.

    ResponderExcluir
  6. PEC 300/08

    Os salários dos Policiais Militares devem ser reajustados significativamente, a fim de garantir as NECESSIDADES VITAIS BÁSICAS previstas no artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988, que, de acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, não seriam supridas com menos de R$ 3.079,31 (três mil e setenta e nove reais e trinta e um centavos), valor do SALÁRIO MÍNIMO NECESSÁRIO. Esse deveria ser o salário de ingresso do Aluno do CFSd (recruta) da Polícia Militar, devendo ainda ser acrescido do adicional de periculosidade de 30% (artigo 193, II da CLT), o que representaria uma quantia de R$ 4.003,10 (quatro mil e três reais e dez centavos). Este salário mínimo divulgado pelo DIEESE deveria ser o ponta pé inicial para a discussão do piso nacional, não podendo qualquer valor inferior ser considerado como aceitável. É preciso lutar por um piso nacional digno e adequado à nossa legislação vigente. A categoria não pode ser tratada com descaso!

    PISO NACIONAL DE R$ 4.003,10 (QUATRO MIL E TRÊS REAIS E DEZ CENTAVOS) PARA PM JÁ!

    ResponderExcluir