segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Complexo do Alemão:Traficantes monitoravam PMs em esconderijos

Edson Silva de Souza, conhecido como Orelha, foi preso numa casa de luxo na Fazendinha

Escutas da Polícia Civil obtidas pelo “Fantástico”, da Rede Globo, mostram que a quadrilha que atuava no Complexo do Alemão, desbaratada em operação policial quinta-feira passada, monitorava os passos dos policiais da UPP. Segundo o programa, os traficantes tinham observadores que permaneciam 24 horas em casas e esconderijos a uma distância de 200 metros da base da UPP de Nova Brasília. A partir de informações colhidas ali, eles ordenavam emboscadas e coordenavam ações para sabotar o trabalho da polícia. Uma das gravações mostra um homem não identificado autorizando um menor de idade a atear fogo em carros de polícia durante o protesto pela morte de uma idosa de 72 anos, atingida durante tiroteio entre traficantes e policiais no dia 27 de abril. Em outra ligação, o gerente do tráfico no complexo, Igor Lopes da Silva, ordena ataque à UPP de Nova Brasília.

“A filha da mulher chegou aqui desesperada, que ela morreu. Mas tem que ajuntar mais gente, cara, tem pouca gente (sic)”, diz um dos traficantes.
“Daqui a pouco, todo mundo vai se chegando” diz Igor.
“O bagulho era alguém dar uma ordem pra gente jogar umas gasolina, né? (sic)”
“O bagulho é tacar logo fogo nessa base aí, logo”, ordena Igor.
“Me dá um toque que eu fico aqui na espera, tô aqui com umas 15 cabeça perto de mim (sic)”, finaliza o traficante.

ORDEM PARA EMBOSCADAS
No dia do protesto, ônibus foram incendiados, e a sede da UPP e um posto de saúde atacados. No segundo dia de manifestações, um supermercado foi saqueado.
Emboscadas também eram coordenadas pelo bando. Um telefonema de fevereiro mostra Igor orientando comparsas a descarregarem suas armas em policiais em patrulha e fugirem. Uma ação assim teria sido a causa da morte do PM Rodrigo Paes Leme, vítima de ataque no dia 6 de março. Desde o início do ano, seis PMs morreram no Alemão. O caso mais recente foi do capitão Uanderson da Silva, comandante da UPP de Nova Brasília, há 11 dias.
A quadrilha foi desbaratada por uma força-tarefa da Polícia Civil e Subsecretaria de Inteligência. Segundo agentes, uma dificuldade foi o número de investigados sem passagem pela polícia. Dos 48 que tiveram mandado de prisão emitido, 38 não tinham antecedentes, entre eles o chefe do tráfico na região, Edson Silva de Souza, preso com outras 25 pessoas.

8 comentários:

  1. O GOVERNADOR DO RIO DE JANEIRO PRECISA AVALIAR A CRISE NA SEGURANÇA PÚBLICA

    "CORRUPÇÃO NO ALTO ESCALÃO DA PMERJ É REFLEXO DO MAL EXEMPLO DA GESTÃO PEZÃO-BELTRAME."

    A gestão da segurança pública faliu por completo no Rio de Janeiro.

    A situação se agravou com a inércia do governador Pezão que não exonerou de imediato o secretário de segurança, após ele ter sido formalmente denunciado pelo Ministério Público por superfaturamento de contratos e por improbidade administrativa.

    A FALTA DE BONS EXEMPLOS DE CIMA ESTÁ DESTRUINDO A PMERJ!

    Sem bons exemplos no andar de cima, fica muito difícil combater os desvios de conduta.

    Pau que dá em Chico (oficiais e praças), tem que dar em Francisco (Beltrame).

    Enfim, prender ladrão de galinha é mole, quero ver prender o senhor excelentíssimo José Mariano Beltrame, pior secretário de segurança da historia do RJ, acusado pelo Ministério Publico de lesar os cofres públicos.

    ResponderExcluir
  2. Escutas da PCERJ obtidas pelo Fantástico, não. A Globo manda neste Governo, então as escutas, de certo modo, tb são dela.
    Vejam q qq áudio ou vídeo de quaisquer operações vazam.....pra Globo, coincidência!?

    ResponderExcluir
  3. CAÇAMBA DE LIXO NELE!: Se o Garotinho não cumprir a Pec 300 "Estadual", vai parar dentro de uma caçamba de lixo





    O candidato ao governo do estado do Rio de Janeiro, Anthony GAROTINHO, assinou um documento na presença da liderança do movimento "Pec 300, Já", no qual está a frente o candidato a deputado federal Coronel Rabelo, dente outros policiais, assumindo o compromisso de, se eleito, implantar a "PEC 300 ESTADUAL", ou seja, igualar o salário de policiais civis, militares e bombeiros militares do Rio de Janeiro ao salário que estes profissionais recebem do DF.

    Pois bem... os senhores estão lembrados de um caso recente, que ocorreu este mês na Urânia, no qual um deputado foi jogado dentro de uma caçamba de lixo??? Nós, policiais militares, deveríamos fazer o mesmo com o candidato Anthony Garotinho, caso ele seja eleito e não cumpra este compromisso que assumiu perante a família policial militar.

    Vários policiais estavam presentes no momento em que o mesmo assinou o documento e esperamos que ele cumpra com o que se comprometeu a fazer. Caso contrário, corre sério risco de ir parar dentro de uma caçamba de lixo, assim como o deputado ucraniano.

    Ele não vai mais brincar com a cara dos policiais militares e bombeiros. E o sr Major BM Marcio Garcia, candidato a vice-governador na chapa do Garotinho, também vai parar dentro da caçamba de lixo, pois, também faz parte desse compromisso que o Garotinho assumiu, além de terem que comer o papel onde consta suas assinaturas.

    Chega de palhaçada! Vai enganar os policiais lá na casa do caralho!

    Ou implanta a "Pec 300 Estadual" e estabelece um piso salarial para policiais e bombeiros do Rio de Janeiro, no mesmo nível do que é pago aos policiais e bombeiros de Brasília, ou vai passar vergonha, sendo jogado dentro uma caçamba de lixo, que é o lugar onde todo político que promete e não cumpre deveria ser jogado.

    ResponderExcluir
  4. VEJA PORQUE A DILMA ROUSSEF NÃO MERECE OS VOTOS DOS POLICIAIS DE TODO O BRASIL

    Dilma Roussef se reuniu com líderes da câmara para DERRUBAR a Pec 300!

    As eleições se aproximam e vale a pena lembrar quais foram as atitudes da sra. atual presidenta Dilma Roussef, que tenta reeleição, com relação a nós policiais: NÃO FEZ NADA EM NOSSO FAVOR. SÓ TRABALHOU CONTRA NÓS!

    Os senhores lembram do PRONASCI, criado pelo presidente Lula, e que garantia aos profissionais da segurança pública uma gratificação de R$ 440,00, para os que fizessem cursos On Line pela rede Senasp? Qual foi a PRIMEIRA MEDIDA desta mulher ao assumir a presidência da república, com a desculpa esfarrapada de que precisava cortar gastos? ACABOU COM O PRONASCI !!! E o que ela criou em seguida? O AUXÍLIO RECLUSÃO ou "BOLSA BANDIDO", que garante uma gratificação de R$ 915,00 aos filhos de PRASIDIÁRIOS.

    Ou seja, para a sra Dilma Roussef, o bandido tem valor e merece alguma ajuda do governo; já nós, policiais de todo o Brasil, ao entender dela, temos que nos FUDER e não merecemos porra nenhuma do governo.

    Pois bem... Os senhores lembram que lá no início, assim que o Brasil foi escolhido para sediar a copa do mundo Fifa de 2014, o governo Dilma Roussef prometeu criar a "Bolsa Copa" e "Bolsa Olímpica", que garantiria aos profissionais de segurança pública dos estados sedes dos jogos da copa, uma gratificação que chegaria até R$ 1.000,00 ? Pois é... a copa do mundo já acabou há tempos e vos pergunto: Quem recebeu essa gratificação? NINGUÉM ! Nenhum policial viu sequer a cor dessa grana.

    Por final, a tão sonhada PEC 300... Os senhores AINDA lembram do que se trata? Vamos relembrar: Trata-se de uma proposta de emenda à constituição, que deveria criar um fundo, o qual garantiria um piso salarial NACIONAL aos policiais militares, policiais civis e bombeiros militares, e que, inclusive, chegou a ser votado na câmara dos deputados e aprovado em primeiro turno. Lembraram agora? A proposta precisava ser votada e aprovada em segundo turno, para então ser apreciada no senado e logo em seguida seguir para a sanção da presidente. Simples, não???
    Os senhores lembram qual foi a postura adotada por esta sra que tenta a reeleição como presidente? Não?! Vamos relembrar: A sra Dilma Roussef foi PESSOALMENTE ao plenário da câmara dos deputados, PEDIR aos parlamentares da bancada do PT e ao presidente da câmara na época, que era do PT, deputado Marco Maia, para que os mesmos votassem contra e que a proposta sequer fosse colocada em pauta, pois, senão tal aprovação geraria um rombo nas contas do governo e o mesmo NÃO TERIA condições de arcar com tais custos advindos da aprovação da PEC 300.

    Éh, senhores... a sra Dilma Roussef fez isso que acabamos de relatar acima. E os senhores ainda vão votar nessa pessoa, que ao que tudo indica, quer que a gente se fôda e continue ganhando a miséria de salários que ganhamos atualmente?!

    Ela teve a cara de pau de dizer que o governo federal não teria dinheiro para arcar com os custos da PEC 300... Veja só se isso tem cabimento... O que não falta nos cofres do governo federal, é dinheiro! Ela só pode estar de sacanagem com a nossa cara!!! No governo da Dilma Roussef tem dinheito até para sustentar bandidos, só não tem para garantir mais dignidade e salário justo a homens e mulheres que colocam suas vidas em risco, em defesa da população.

    Taí, alguns dos motivos pelos quais, ao nosso entender, essa mulher não merece nenhum voto por parte dos policiais e seus parentes. Se não ganhamos um salário digno, parte da culpa disso é dela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pura verdade companheiro lembrou e falou muito bem , vamos derrotar o PT e PMDB els não fizeram por nós na camara dos deputados ..

      Excluir
  5. Policial diz que Estado Maior da PM recebia R$ 15.000,00 (quinze mil reais) mensais de cada Batalhão

    Um dos policiais presos pela Operação Propina S.A., no dia 15 de setembro, relatou que todos os batalhões de área da Polícia Militar eram obrigados a pagar uma propina de R$ 15 mil mensais ao Estado Maior da corporação. Segundo o “RJTV — 2ª Edição”, da Rede Globo, o agente fez um acordo de delação premiada com a Justiça e foi solto após fornecer essas informações.

    Em depoimento prestado ao Ministério Público, o PM afirmou que o repasse de dinheiro foi relatado em mais de uma ocasião, de maneira reservada, pelos majores Nilton João dos Prazeres Neto e Edson Alexandre Pinto de Góes, presos na mesma operação. Na ocasião, 24 policiais, sendo seis oficiais — todos com passagem pelo 14º BPM (Bangu) —, foram detidos sob a acusação de cobrar propina de moradores e comerciantes no bairro da Zona Oeste do Rio.

    De acordo com o “RJTV”, a assessoria da Polícia Militar informou que o comandante-geral da corporação, coronel Luís Castro Menezes, ficou indignado ao tomar conhecimento do depoimento e classificou as declarações como absurdas. Ainda segundo a assessoria, todas as denúncias serão investigadas com rigor.

    As prisões do último dia 15 foram feitas pela Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Segurança e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Entre os acusados, estava o chefe do Comando de Operações Especiais (COE), coronel Alexandre Fontenelle Ribeiro, que comandou o batalhão de Bangu e foi exonerado do cargo.

    ResponderExcluir
  6. Nos bombeiros vamos apoiar o garotinho mais se ele não cumprir seu compromisso com nossa categoria nós vamos para rua nos manifestar Dinovo sem perdão e agora com apoio da mídias elas não engolé ele principalmente a mera da TV globo.

    ResponderExcluir
  7. Nos bombeiros vamos apoiar o garotinho mais se ele não cumprir seu compromisso com nossa categoria nós vamos para rua nos manifestar Dinovo sem perdão e agora com apoio da mídias elas não engolé ele principalmente a mera da TV globo.

    ResponderExcluir