sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Vídeo apócrifo circula na rede para desmoralizar A CAMPANHA DO CABO DACIOLO.

Está circulando um vídeo em pleno período eleitoral, com intuito de manchar imagem do CABO DACIOLO e prejudicar sua candidatura. É um ataque covarde e infame, e cabe agora a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), descobrir quem produziu e postou  vídeo.

Eu conheço o Cabo Daciolo, conheço sua luta e confirmo que o conteúdo do vídeo é MENTIROSO.

_________________________________________________________

 Ministro do TSE esclarece regras de utilização da internet. Ouça: http://goo.gl/LQvvNY.

20 comentários:

  1. "Na faculdade, deixei minha profissão camuflada", diz PM

    Criticando a militarização da Polícia, PM se diz decidido a deixar corporação.

    Orgulho e decepção são dois sentimentos que se misturam quando o policial X fala sobre sua experiência na Polícia Militar do Estado de São Paulo. Em depoimento à BBC Brasil, o policial (que não será identificado para evitar represálias) fala sobre a satisfação em poder ajudar a população em seu trabalho diário e lamenta o preconceito que é dirigido aos agentes da lei em algumas situações.

    Crítico ao caráter militar da polícia, ele relata situações de perseguição dentro da corporação, fala sobre a necessidade de reformas e confessa ter decidido deixar a PM.

    Leia o relato concedido ao repórter Luis Kawaguti, da BBC Brasil, em: http://zip.net/bqpBP8

    http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/brasil/2014/09/18/na-faculdade-deixei-minha-profissao-camuflada-diz-pm.htm

    ResponderExcluir
  2. "Eu entrei na PM mais por vocação, por gostar da profissão. Eu admirava o trabalho dos policiais militares, a maneira como eles se comportavam com o cidadão, pelo menos isso foi na época em que eu entrei, há mais de dez anos. Eu via o policial como autoridade, um funcionário da lei que poderia mudar um pouco a situação do Estado de São Paulo. Mas na escola de soldados eu já tive aquela decepção com a profissão. Você entra e acredita que vai aprender todas as atividades de policial. Claro, a gente têm aulas de Direito, de procedimentos, mas eles te mandam fazer coisas diversas da profissão como carpir mato, ser pedreiro, lixar, pintar parede, coisa que não faz parte da segurança pública. Fora a pressão interna. Se você chegasse um dia com a bota mal engraxada os comandantes deixavam a gente preso no final de semana. Eles obrigavam a gente a limpar um alojamento enorme em vez de contratar uma empresa especializada. Uma vez eu entrei para pegar algo no meu armário e um tenente me viu com botas. Falou que o chão estava limpo e eu estava sujando, por isso me deixou preso no final de semana.

    ResponderExcluir
  3. Na minha primeira ocorrência, até considero que agi errado. Guardas civis foram apreender a mercadoria de um vendedor de água e lanches em frente a uma faculdade porque ele não tinha alvará. Estava ele e a filha dele. Ela tinha uns 10 anos de idade e veio correndo e abraçou a minha perna falando: "Salva o meu pai, salva o meu pai, eles vão apreender a mercadoria dele e é a única coisa que a gente tem para trabalhar". Aí eu conversei com os guardas e eles não apreenderam a mercadoria. Isso me marcou. Eu gostava de atender casos de roubo a banco. Às vezes não conseguíamos prender os bandidos, mas podíamos conversar com as vitimas, tranquilizá-las, depois levar para a autoridade policial. Eu me sentia bem, gostava de ajudar as pessoas. A função da polícia militar não é ruim não. Embora se diga contente por poder ajudar pessoas, policial relata insatisfação com estrutura da corporação.

    Orgulho

    Em festa de amigos ou de parentes, quando o policial militar chega e alguém fica sabendo logo começa aquela conversa numa roda. Você vai bater um papo para descontrair e eles começam a contar casos policiais, como: 'O policial militar me parou nessa semana e o veículo estava com o licenciamento vencido e o policial solicitou dinheiro para mim. Nossa, o policial é corrupto'. Aí eu falo: 'Espere aí! Nem todos os policiais militares são corruptos. Eu não sou, trabalho com vários policiais que não são, esse foi um caso isolado que o policial pediu dinheiro para você, mas nem toda a polícia é corrupta'. Eu defendo o policial militar porque eu convivo com ele e eu acredito que a maioria é honesta, a maioria quer trabalhar, cumprir com seu dever e voltar no outro dia para casa. Eu ficava chateado porque era uma afronta ao fato de eu ser policial e por saber que eu sou honesto e os meus amigos também. Não ficava chateado por falarem mal da instituição, mas por generalizarem o policial militar como desonesto. Ele não é desonesto nem violento, salvo exceções. Na faculdade de Direito, eu procurei deixar camuflada a minha profissão. O policial tem receio, nós somos discriminados. Se eu chegasse na faculdade e me apresentasse como policial militar o tratamento seria outro. Seria entrar naquele debate sobre o policial honesto, todo mundo ia querer contar aquela história sobre o que o policial fez. Eu me preservei por causa disso, quis ser normal na faculdade. No final do curso eu fui falar que era policial e o pessoal falou: 'Nossa, não acredito! Não tem nada a ver você de policial militar'. Eu não sei qual era a analogia. Não sei se é pelo fato de eu estar em uma faculdade estudando, almejando crescer . (Me disseram que) 'o policial militar não tem essa vontade de crescer, ele não tem cultura, não tem estudo'. Mas eu não questionei porque já era o final do curso.

    Policial escondeu sua profissão de colegas da faculdade de Direito; ele lamenta preconceito e generalizações contra PMs.

    ResponderExcluir
  4. Afastamento

    Já no curso da pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal tinha quatro delegados na minha sala, o resto eram advogados. Quando me apresentei como PM senti um certo afastamento. Eu sentava no fundo da sala e quando me apresentei todo mundo olhou para trás e disseram: 'Nossa, um policial militar aqui na sala!' Hoje a população pensa de maneira errada que o policial militar não tem cultura, não tem estudo, não tem nem o segundo grau, não sabe ler ou escrever. Simplesmente a população acha que ele passou em frente do setor de seleção da PM e foi arrastado para dentro. Mas não, é um concurso muito difícil de entrar e o PM tem que ter muito conhecimento. Antigamente tinha aquela musiquinha: 'É, é , é não estudou virou gambé (gíria para policial em algumas regiões do Brasil)'. Hoje não, para ser 'gambé' tem que estudar, para ser policial tem que estudar muito. O homem com conhecimento pode exercer profissão bem melhor, o policial com conhecimento de Direito vai exercer sua profissão muito melhor. Eu conseguia trabalhar e agir sempre de uma maneira legalista, mas eu fui desanimando por causa de perseguição interna. Exemplo clássico: o policial está dirigindo a viatura e se vier a bater, pronto! De duas uma: vai ficar preso ou vai pagar a viatura e ser perseguido. Como fiz Direito, já defendi muito policial militar em processo administrativo. Mas eu ia vendo que as decisões do comandante eram tendenciosas e isso ia me desanimando. Hierarquia há em todos os órgãos públicos, mas a hierarquia militar, por ter regulamento próprio, é pior. Se você chegar atrasado – o trem pode atrasar, o ônibus pode quebrar - você já responde processo. Eu tomei providências em relação ao meu oficial, que era um tenente. Ele não aceitou o fato de que um soldado poderia abrir um processo contra ele. Ele quis utilizar um armamento que não poderia usar por norma do comandante. Eu fiz um documento comunicando isso a um superior dele e acabei transferido de companhia. Esse é um tipo de punição na Polícia Militar que não tem no regulamento, que é a transferência, mudança de escala, é uma punição velada. O PM é obrigado a melhorar o salário fazendo o famoso bico. Um comandante que quer perseguir vai botar o policial para trabalhar no dia do bico, puxar escala extra e aí ele perde o dinheirinho extra do bico. Eu respondi a dois processos administrativos. Hoje quero sair da PM. Não tenho mais aquele brilho no olhar para a polícia, não gosto mais da profissão. Não quero mais fazer um serviço desses para sofrer perseguições, o militarismo desanima a gente. A PM é a única instituição em que você vai trabalhar e pode ser preso, ser morto ou responder a um processo. A Polícia Militar hoje é uma instituição secular. Felizmente, bem ou mal, é a única polícia que consegue segurar a criminalidade no país, mas tem que passar por muitas reformas. Mas eu não vou ficar para ver, se Deus quiser, vou sair em breve."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VC É BEM ESCLARECIDO E COM CERTEZA NÃO ESTA NEM UM POUCO SATISFEITO COM A SITUAÇÃO ATUAL DO GOVERNO. PORQUE OS PMS NA SUA MAIORIA DIZEM QUE VAO VOTAR EM PEZÃO? PORQUE ELES ESTÃO COM A MENTE FECHADA? NÃO VEEM A REALIDADE ?

      Excluir
  5. Aécio Neves para Presidente da República 45
    Pezão para Governador do Rio de janeiro 15
    Cesar Maia para Senador 255
    Jair Bolsonaro para Deputado Federal 1120
    Flávio Bolsonaro para Deputado Estadual 11120

    ResponderExcluir
  6. eles estão desesperados

    ResponderExcluir
  7. A Marina, se for eleita, vai prejudicar o Estado do Rio de Janeiro com relação aos Royalties do Petróleo.

    É preciso elucidar a sociedade a respeito da arrecadação e aplicação da compensação financeira pelo resultado da exploração de petróleo ou gás natural pelo Estado do Rio de Janeiro.

    Se queremos mudança, só temos uma opção de voto: AÉCIO NEVES (45) para Presidente da República!

    ResponderExcluir
  8. É preciso combater efetivamente a ação dos guardadores clandestinos de veículos ("atividade de flanelinha")

    Na cidade do Rio de Janeiro, a situação é caótica! A Secretaria Especial de Ordem Pública tem que fazer operações em vários pontos da capital fluminense. As ruas são públicas, são bens de todos, os cidadãos que pagam impostos merecem estacionar seus carros gratuitamente nos logradouros. A conduta dos é ilegal, pode ser enquadrada no exercício ilegal de profissão ou atividade (Contravenção Penal) e se torna extorsão (Crime) se houver ameaça de dano ao veículo da vítima. Trata-se também de loteamento de espaço público e pode haver autuação por formação de quadrilha, caso hajam vários flanelinhas agindo juntos. É um caso flagrantemente acintoso à moralidade pública e ao sistema jurídico como um todo.

    Deixando de lado a adoção as medidas paliativas e estratégias utópicas, podemos enumerar quatro possíveis soluções para o pandemônio instaurado pela atuação dos flanelinhas no Brasil: 1) Efetiva repressão policial, combatendo-se, com o devido rigor, além da contravenção de exercício irregular de atividade, os muitos crimes costumeiramente praticados, tais como extorsão, constrangimento ilegal, estelionato, dentre outros; 2) Determinação judicial para que o poder público retire todos os guardadores das ruas de cada cidade ou estado, um caminho possível através do ajuizamento de Ações Civis Públicas por todo país ; 3) Criminalização da conduta, o que deve ser feito necessariamente por lei federal; 4) Adoção de uma nova postura pela maioria das prefeituras, que ao invés de buscarem formas de institucionalizar a cobrança efetuada pelos guardadores, deveriam buscar alternativas para eliminar esse tipo de atuação através da capacitação e inclusão destas pessoas no mercado de trabalho regular – mas em empregos de verdade e não em ocupações que reflitam aquele velho estereótipo do papagaio Zé Carioca, que tanto queremos abandonar.

    O Brasil tem que acabar com a atuação desses bandidos que vêm extorquindo os motoristas, cobrando para estacionar em locais públicos, de amplo acesso aos cidadãos. Senhores, não paguem e chamem a Polícia (190) se perceberem tal situação na rua que irão estacionar.

    ResponderExcluir
  9. É ATÉ ENGRACADO KKKKK SÓ QUEM NÃO CONHECE ELE QUE PODE ACREDITAR EU DISSE PODE!!! É 5020 NELE DACIOLO VAMOS COM TUDO!!!!!!

    ResponderExcluir
  10. CARTA DO SEU AMIGO BOMBEIRO 

    Caro amigo o nosso movimento quando se iniciou fizemos um convite especial, convidamos Jesus Cristo para participar no ano de 2011. Nós não apoiamos nem um candidato a governador do estado, não estamos à venda; nos ofereceram milhões e oferecem todos os dias, se colocarmos as mãos nesse dinheiro seremos apenas mas hum, não queremos. Tudo o que conquistamos até agora foi só pela nossa união e quando o mundo olha para o Brasil olha para o Rio de Janeiro e os profissionais da segurança, educação e saúde são os protagonistas portanto temos que ser tratado com dignidade e também tratar o nosso povo. Os bombeiros no Rio de Janeiro hoje são muito mais do que um partido político, como profissionais temos aceitação pública em imagem de 86 %. Se todos os candidatos a governo forem pessoas maravilhosas o que nós bombeiros não acreditamos mais uma vez dizendo: nós BOMBEIROS do movimento S.O.S. BOMBEIROS não estamos na venda. Quando vamos à alerj vemos políticos se degradiando no parlamento, mas depois nos bastidores são todos os amiguinhos. O nosso país é uma criança e as pessoas que estão no poder são as mesmas de sempre; até que acontece uma transformação em 2011 nós BOMBEIROS do Rio de Janeiro entrando no cenário reivindicatório e mudamos o quadro. O DEUS do nosso movimento é o DEUS das causas impossíveis esse é o Deus que nos protege, nos capacita, esse é o DEUS que nos dará a vitória. Depois que peitamos o sistema e o governo, eles começaram a nos perseguir, nos prenderam nos expulsaram, nos colocaram em Bangu 1; porém DEUS nos deu a vitória e conseguimos retornar, quando todos os candidato a governadores do Rio de Janeiro colocaram dinheiro em cima da mesa para comprar a nossa popularidade e aceitação pública, nós falamos para eles que nossos movimentos não estava à venda e não estamos. Quando nós BOMBEIROS saímos em busca de dignidade pelas ruas do RIO de JANEIRO, a educação, a saúde se aproximou dos Bombeiros porque tínhamos e temos a apreciação deles e do povo. Declaramos a você amigo que qualquer governador que se sentar naquela cadeira e não fizer nada pelo povo nós BOMBEIROS militares do estado do Rio de Janeiro vamos fazer com ele a mesma coisa que fizemos com o governador Cabral, acabamos com ele. Nós bombeiros militares sonhamos com o dia que todo cidadão ganhará um salário digno e sairá de férias com a família para se divertir. O sucesso é estar com DEUS e em nosso movimento sempre fizemos orações e convidamos para que DEUS estivesse conosco, se você quiser comprovar é só procurar nossos vídeos no youtube sempre estávamos de mãos dadas orando, nós BOMBEIROS militares do Rio de Janeiro, amamos a DEUS acima de tudo e a nosso próximo como a nós mesmos, tratamos a população como gostaríamos de ser tratado, com respeito. Cabral nos chamou os BOMBEIROS militares do Rio de Janeiro de vândalos os professores de vagabundos e os médicos de preguiçosos mas a população nos ama e nós BOMBEIROS militares do Rio de Janeiro perguntamos a você: cadê o cabral?????? Nós BOMBEIROS militares não queremos denigrir a imagem do corpo de BOMBEIROS militar do estado do Rio, nós queremos sim é começar um corpo de bombeiros de novo, sem corrupção apenas salvando vidas. Para o governador vocês são apenas um voto, para os BOMBEIROS militares do estado do Rio de Janeiro vocês são vidas e por isso merecem o nosso respeito. Hoje estamos aqui para pedir a você e à sua família para dar uma oportunidade a seus heróis, os BOMBEIROS militares do Rio de Janeiro. Não estamos fazendo campanha em tv e rádio nossa campanha é bancada por nós mesmos por isso ajude-nos a dar dignidade a saúde a educação e a segurança para nosso povo sofrido. Não apoiamos candidato a governo do estado nenhum, nossos candidatos a deputado federal e estadual são os BOMBEIROS MILITARES a seguir: nos dê uma oportunidade agora, pois sempre estivemos prontos para vocês, vote em nossos candidatos . DEP FEDERAL DACIOLO 5020 DEP ESTADUAL MARCELO JR 10148 . JUNTO SOMOS FORTES . BOMBEIROS DE CASIMIRO DE ABREU - RJ.

    ResponderExcluir
  11. Enquanto o Rio de Janeiro estiver sendo governado pelos pelos que se intitulam donos do ESTADO nada vai pra frente. O ex Governador não podia ser contrariado, tratava a população como lixo. Professores, Policiais, Bombeiros, enfim, qualquer classe trabalhista que reinvindicava um salário decente, todos foram humilhados. Se tivemos um líder nos bms, este líder é Daciolo 5020.

    ResponderExcluir
  12. ALERJ, sábado dia 20, concentração às 12h e saída às 14h
    GRANDE CARREATA CABO DACIOLO 5020!
    https://www.facebook.com/events/1469269686668492/?ref=22

    ResponderExcluir
  13. CABO DACIOLO DEP. FEDERAL 5020 - JINGLE

    https://www.youtube.com/watch?v=WD0ITMfSiiY

    ResponderExcluir
  14. Que Deus te Abençoe, Daciolo, eu e minha família vamos votar 5020 para federal

    ResponderExcluir
  15. É fácil achar o autor do vídeo

    ResponderExcluir
  16. Isso é coisa de PM candidato, tenho nojo desses candidatos da PMERJ,destas sacanagens, tem candidato que pisa no pescoço da mãe para se eleger. Depois do Vídeo, vou votar no Daciolo

    ResponderExcluir
  17. AONDE ESTÁ O NOVO RDPM SENHORES DEPUTADOS FLÁVIO BOLSONARO(PRA ELE TUDO ESTÁ BOM) E WAGNER MONTES(FALASTRÃO)?
    TENHO CERTEZA QUE VAI TER UM MONTE DE GENTE VOTANDO NESSES ENGANADORES.

    ResponderExcluir
  18. Eu assisti o vídeo no facefake, e o mais curioso de tudo é que o fake pede votos para o Cabo Gurgel, entranho...muito estranho!

    ResponderExcluir
  19. o caro colega das 20:43 esta acusando sem conhecimento de causa tem muito pm queira votar no daciolo,acho um bom representante não so para bm mas tambem para todos os funcionarios publicos do estado que vcem sendo massacrado a tempos ....

    ResponderExcluir