sábado, 29 de novembro de 2014

PM troca o comando de 24 batalhões e quatro unidades

Vinte e oito oficiais perderam o comando de batalhões e de unidades da PM. Eles foram exonerados pelo comandante da Polícia Militar, coronel Íbis Silva. As exonerações foram publicadas no boletim da corporação deste sábado. A Polícia Militar confirmou que as mudanças tiveram o aval do futuro comandante da topa, coronel Alberto Pinheiro Neto, que deverá assumir o comando da PM em janeiro. Todos os comandantes, antes de serem nomeados, tiveram seus nomes checados pela Coordenadoria de Inteligencia e pela Corregedoria interna da PM, para saber se respondiam algum procedimento investigativo. Na capital, onze oficiais perderam o comando de batalhões. Entre eles estão os tenentes-coroneis Edison Duarte dos Santos Junior, que deixou o 4º BPM (São Cristóvão), Luiz Henrique Marinho Pires, que foi exonerado do 5º BPM (Praça da Harmonia), Luiz Octávio Lopes da Rocha Lima, que perdeu comando do 9º BPM (Rocha Miranda) e Luiz Carlos Leal Gomes, que saiu do 41º BPM (Irajá). Eles foram substituídos, respectivamente, por Rogério Quemento Lobasso (4º BPM), Ricardo Baker de Souza Faria (5º BPM), Luiz Garcia Batista (9º BPM) e Antônio Marcos Netto dos Santos (41ºBPM).


As mudanças também atingiram o Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP) e o Grupamento de Policia Ferroviária (GPFER). Neste último, o tenente-coronel Osmar Ricardo Matos Melo foi substituído no comando pelo tenente-coronel Luiz Arthur Viana Franco Castro. Já o tenente-coronel Rogério Figueiredo de Lacerda perdeu o cargo de comandante interino do CFAP, mas seu substituto ainda não foi anunciado. Do total de oficiais exonerados, onze foram transferidos para a Diretoria Geral de Pessoal da PM (DGP), mais conhecida no meio policial como geladeira. Entre eles estão os coronéis Almyr Cabral Mendonça e Ramiro Oliveira Campos.

3 comentários:

  1. Quando será que o Comandante Geral irá olhar para o 10º batalhão, a vários tipos de escala beneficiando uns e outros não, depois que houve este tipo de SACANAGEM, o índice de violência multiplicaram muito,a tropa estão a cada dia desmotivada, é uma pena não ter trocado o comandante desta Unidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 31 de Voluntários de longas data, mais sempre houve sacanagem, lembras do Deplim , do falecido Novarino.

      Excluir
  2. Cm exceção do Cel SALEMA do 7° BPM que é um Comandante de verdade, que não vende a tropa, o resto, só mudaram o cocô, mas, as moscas, são as mesmas.

    ResponderExcluir