sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Traficantes das facções CV e ADA disputam o controle da venda de drogas na Favela da Linha há quatro dias.

PM estoura ‘acampamento do tráfico’ na mata
A guerra travada por traficantes rivais pelo controle da venda de drogas nas bocas de fumo na Favela da Linha, em Rio do Ouro, São Gonçalo, ainda assusta moradores da região. Na madrugada de ontem, um novo confronto foi registrado na localidade. O clima no bairro ainda é tenso. Pela manhã, a Polícia Militar realizou intervenção nos principais acessos à comunidade. Houve registro de troca de tiros, mas sem informações de feridos. O comandante do 7º BPM (São Gonçalo), coronel Fernando Salema, disse que a região está ocupada pela PM por tempo indeterminado. Um veículo blindado (Caveirão) está posicionado na principal entrada da favela. As ações policiais tomaram as matas da comunidade. Segundo o coronel, homens do Grupamento de Ações Táticas (GAT), do batalhão de São Gonçalo, realizaram buscas com o objetivo de encontrar novos acampamentos usados por traficantes. O coronel Salema disse ainda que a intervenção nos acessos à comunidade teve apoio de policiais do 12º BPM (Niterói), por ordem do comandante do 4º Comando de Policiamento de Área (CPA), coronel Luiz Eduardo. Desde a última segunda-feira, após um fim de semana de intenso confronto na região, a PM realiza buscas na região, com o intuito de achar corpos de criminosos mortos na guerra do tráfico. 

Até quarta (26) , três corpos foram encontrados. As vítimas, um adolescente de 17 anos, um homem de 33 e outro sem identificação, seriam criminosos da localidade. Outro suspeito, também sem identificação, morreu em confronto com a PM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário