sábado, 17 de janeiro de 2015

Comentário no Facebook expulsa PM da corporação



Boletim  disciplinar da PM divulgou nesta semana, punição para o PM acusado de desrespeitar regras da corporação. O soldado Igor da Costa Martins fez comentários no Facebook após o coronel Frederico Caldas, à época comandante das UPPs, ter sido ferido em tiroteio na favela da Rocinha. 

“Aeee até que enfim os traficantes decidiram mirar e acertas nos comandos para eles sentirem na pele o que o Sd (soldado) sente todos os dias”, escreveu Igor, no Facebook, em 16 de fevereiro de 2014, quando Caldas foi atingido. 
Em outra ocasião, na rede social, o soldado ironizou o fato de seus colegas na corporação sempre solicitarem sua ajuda. “Me sugaram”, comentou. 

De acordo com publicação no boletim, Igor serve de “exemplo negativo para seus pares”. 
- Engraçado, porque tem coronel que fala o que quer por aí, e nada acontece. Fui expulso por um desabafo. Quando o coronel Frederico foi baleado, eu tinha tomado tiro no Lins, onde trabalhava, e estava revoltado. Sei que fui imaturo no comentário, mas quis dizer apenas que com o comandante baleado, tomariam atitudes. E o pior é que nada mudou. Estou sem chão. Com o dinheiro da PM, ajudo minha família. Não sei o que fazer agora - lamenta. 

15 comentários:

  1. Sera que os Oficiais que foram pegos em mensagens nazistas pela revista veja a punição terá o mesmo peso???

    ResponderExcluir
  2. Será que o Cel Caldas forçou uma barra.

    ResponderExcluir
  3. Será que este soldado também foi puxado para a segurança do Beltrami igual ao Cel Fábio?

    ResponderExcluir
  4. Caros policiais valorizem-se e lutem pelo resgate de sua dignidade! Vocês estão com o poder nas mãos caso venham a se unir. Agora já se começa a falar de Olimpíadas, e tudo o que foi feito até agora é "obra para gringo ver", para que eles lotem o Rio e deixem aqui seus dólares e euros. Mas se eles ficarem inseguros e tiverem medo de vir acaba com os planos de Pezão. Denunciem o que está errado (toda arbitrariedade que souberem, desvio de verba do rancho e tudo mais), entrem em contato com o MP, façam denúncias aos jornais e outros meios de comunicação via WhatsApp (O Extra adora por essas coisas na capa, eles mantém o sigilo referente a fonte). Joguem a m... no ventilador e ponham o dedo na ferida. Vocês têm o poder, basta exercê-lo. Vocês são maioria não se curvem diante desse sistema corrupto e ditatorial. Cobrem o adiantamento das parcelas do reajuste, falem com os parlamentares de oposição ao Governo. Criem associações e comissões, eficientes claro!!! Vejam o exemplo dos Bombeiros que por se unir conseguiram eleger um representante Deputado Federal. Agora é a hora!!! Mexam-se!!! Seu futuro e dignidade, de sua família e filhos depende deste gesto destemido de coragem.

    ResponderExcluir
  5. Quero ver se os oficiais que roubaram o nosso dinheiro, destinado aos hospitais, terão o mesmo destino.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso só acontecerá se nos unirmos e fizermos algo a respeito. Caso contrário nada mudará, aliás mudará sim, para pior.

      Excluir
  6. A única forma de melhorar a PMERJ é mudando a forma de seleção dos Oficiais. Nos concursos para o CFO, deveria ser exigido o Bacharelado em Ciências Jurídicas e Sociais (FORMAÇÃO EM DIREITO). O novo comandante-geral da PMERJ, coronel Alberto Pinheiro Neto, deveria acabar com a Promoção de Praças por Tempo de Serviço, condicionando as promoções à aprovação nos Concursos Internos da Corporação, referentes aos Cursos de Formação de Cabos e de Sargentos (CFC e CFS) e ao Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos (CAS). A tropa não pode ascender automaticamente, nenhuma promoção deve ser automática (por tempo de serviço), tem que ser conquistada por merecimento, ou seja, por mérito intelectual (Provas Escritas e Exames Físicos). Quando se promove toda a tropa, nivela-se por baixo todos os profissionais. Somente os PMs que se destacam deveriam ser promovidos!

    ResponderExcluir
  7. É muita hipocrisia mesmo...

    ResponderExcluir
  8. E os capitães que foram pegos em flagrante pela 9 DP roubando fibra ótica /// tão até hoje na corporação /// essa policia tem que acabar.

    ResponderExcluir
  9. Policiais deveriam se unir contra esse abuso de poder. Está mais do que claro que foi o coronel Frederico Caldas que expulso esse rapaz da corporação, acho que ele se sentiu desrespeitado..Mas, no Brasil é assim manda a lei do mais forte. Prova disso foi a guarda municipal que foi processada por cumprir seu dever e mandar prender um juiz.. O que o Igor quis dizer foi que, ninguém olha pelos soldados que passam por isso todos os dias, mas como foi um coronel teve uma repercussão enorme , enquanto eles enfrentam isso todos os dias de peito aberto e ninguém vê, ninguém faz nada, a verba é sempre curta...VERGONHOSA a atitude da policia militar do Rio de Janeiro.

    ResponderExcluir
  10. E facil cruza os braços e deixa os oficiais se fuderem.mas os baba ovo tem que couperar.

    ResponderExcluir
  11. E facil cruza os braços e deixa os oficiais se fuderem.mas os baba ovo tem que couperar.

    ResponderExcluir
  12. A PMERJ TINHA ENTRAR EM GREVE, MAS UMA GREVE ORGANIZADA E CONCRETA.

    ResponderExcluir
  13. duas perguntas:
    1. apos ocorrencia, envolvendo disparos contra a policia, o ex-soldado fez um comentario enaltecendo traficantes, dizendo que os comandantes é que tinham de tomar tiro?
    2. ele foi punido por causa desse comentario?
    nao sei qual parte os senhores nao entenderam...

    nao confundamos liberdade de expressao com liberdade de falar o que quer que seja...

    apesar de o próprio ex-soldado dizer que esta arrependido, o comentario é ofensivo e incompativel com a funçao de policial, que ele ocupava... nao sei qual foi a intencao dele, ao ofender seus comandantes em rede social, mas ainda que essa intenção fosse de criticar publicamente as mesmas pessoas, ele poderia ter se expressado melhor...
    quem nao sabe se expressar, nao sabe usar a liberdade de expressao!!! esse fato serve de aprendizado para todos nós...
    abraços a todos

    ResponderExcluir