segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

PEC reestrutura modelo de segurança e desmilitariza polícia


A PEC 51/2013, do senador Lindbergh Farias (PT-RJ), reestrutura o modelo de segurança pública atual, prevendo a desmilitarização das polícias, em especial da Polícia Militar. A PEC é defendida por senadores ligados aos direitos humanos, mas não agrada os policiais. Saiba mais sobre o Projeto em Destaque: OUÇA A RÁDIO SENADO ( clique aqui )

Leia e entenda a PEC 51 que quer desmilitarizar as PMs:
http://blitzdigital.com.br/index.php/artigos/702-leia-e-entenda-a-pec-51-que-quer-desmilitarizar-as-pm-s

18 comentários:

  1. A maioria esmagadora das praças é favorável ao fim do militarismo das PMS. Essa pec me agrada e muito. Chega de ser escravo. Outra coisa, polícia sem ciclo completo não funciona. Hora de evoluir, ter tratamento digno. Pec 51 já.

    ResponderExcluir
  2. FICARA COMO NOS ESTADOS UNIDOS.ISSO QUE EU REPAREI.E A POLICIA FEDERAL GANHARA MAIS TRABALHO.KKKK

    ResponderExcluir
  3. vamos perder alguns benefícios com essa Pec 51, mesmo assim sou a favor dela, mas sabe porque ela não vai acontecer! Porque os oficiais vão querer perder a corda de suas marionetes? Haha dúvido. E MUITO DINHEIRO ENVOLVIDO sem altos custos tem escravo melhor doque o praça? Podemos botar uma escala apertada, podemos botar ele na boca da favela ainda dominada por traficantes mais fantasiada de upp, podemos mandar ele pegar o nosso arrego, se ele desobedecer e não quiser prendemos ele ou colocamos ele em outro setor ou outra unidade ainda pior, bendito regulamento que é a favor dos oficiais hahaha, Se morrer botamos outro em seu lugar. Eu quero vê alguém falar que eu estou dizendo besteira, se essa é ou não a nossa realidade.

    ResponderExcluir
  4. Eu até sou a favor da desmilitarização mas daí ser a favor de medida oriunda da quadrilha do PT, tenha dó. Leiam o projeto, verdadeira colcha de retalhos. Eles não são bobos e sim cobras mais do que criadas; querem se aproveitar da nossa imensa vontade de sermos uma polícia de natureza civil e aprovar um projeto que atende, intrinsecamente, aos interesses dos "barbudinhos" da estrela solitária. Não se enganem nem deixem essa escória surfar a nossa onda. Temos que apoiar um projeto de quem nos represente, pois apoiar um qualquer pelo simples fato dele existir, sem se importar a quem realmente atende, é continuar sendo explorado só mudando o "sinhô".

    ResponderExcluir
  5. Anônimo23 de fevereiro de 2015 19:21

    Eu não quero ser um policial civil,como também não quero continuar sendo escravizado e humilhado ,tendo meus direitos cerceados por este regulamento arcaico e covarde,se militarismo fosse tão bom essa PMERJ estaria uma maravilha nesses seus 200 anos,quero ser um policial somente,pois a sociedade não quer saber se eu sou SOLDADO OU CORONEL,ela quer a presença policial para atendê-la e isso já basta,quem defende a continuação deste sistema imoral são os Oficiais da PMERJ,provavelmente por causa desta PEC,estão se mobilizando, e agora nosso CMT GERAL quer uma polícia de ciclo completo,é muita benesse,tem caroço nesse angu!

    ResponderExcluir
  6. DESMILITARIZAÇÃO JÁ........................................

    ResponderExcluir
  7. Não esqueçam o teto de aposentadoria, ninguém é bonzinho, na verdade querem tirar a nossa aposentadoria, que é muito melhor que a dos civis.

    ResponderExcluir
  8. Passar 30 anos com escala apertada, dependendo do evento, a escala aperta mais ainda, nos privando de proporcionar um lazer para nossa família, imundíces e hipocrisia vindo de cima para baixo, não ter uma carga horária condizente com a nossa profissão, quem nunca pegou uma papeleta dizendo que o serviço vai de hora x ao TÉRMINO... E outras coisas mais que acabam com a nossa qualidade de vida( interromper às férias). Vou parar por aqui. Desmilitarização já.

    ResponderExcluir
  9. Caros irmãos,como vemos ,em algumas postagens e diante dessa PEC 51 o desespero dos Oficiais ,não vamos perder nada,pelo contrário quem perderão são os próprios Oficiais,pois o policial vai ter que começar do zero,abanar o carvãozinho até chegar Oficial,ciclo único de polícia,como nos EUA,eles ficam defecando esses comentários querendo desestimular e causar um desconforto entre nós,sempre aparecem com papo que tem que ter hierarquia e disciplina,se militarismo fosse tão bom todas as instituições assim seriam e a PMERJ estaria uma maravilha,hierarquia e disciplina, existem em qualquer profissão,todos os funcionários públicos estão sujeitos a regras que o serviço público as impõem,sujeitos a demissão caso se comprove alguma irregularidade,com esta PEC haverá mais transparência com esses casos,e os todos serão julgados no mesmo nível,com direito a ampla defesa e ao contraditório,e não como acontece atualmente ,onde só o praça é excluído sem direito de defesa,pois os Oficiais são nossos algozes e Juízes sem ao menos terem prestado concurso para tal função.
    Mais de 77% em todos os estados querem a desmilitarização, a minoria restante sabemos quem são,os Oficiais defecam aos 4 cantos,que existem policias militares em outros países,só que elas já foram abolidas em praticamente todos,existem sim as forças paramilitares e as "gendarmerie", que atuam como forças militares ,em muitos países existe a polícia uniformizada,mas de cunho civil(EUA) e outras, nossa polícia responde a um código penal e processual penal militar, que difere as penas de acordo com graduações, transforma o "abandono de emprego" em crime (deserção),impede a filiação partidária e uma série de direitos constitucionais,na verdade não temos direitos,somos coagidos moralmente todos os dias,tenho certeza que a PMERJ caminha para a sua breve extinção,quem viver verá!

    ResponderExcluir
  10. Ja leram as letrinhas miúda?
    Deixo apenas uma pergunta,com essa desmilitarizaçao nois policiais continuariamos com apisentadoria especial(30 anos) ou passaria a ser por idade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo policial se aposenta com os 30 anos, militar não tem vantagem alguma sobre isso. Polícia Civil, Federal ou Rodoviário é do mesmo jeito...

      Excluir
    2. De onde tiraram que perderia dinheiro? Vcs acham que a PCERJ se aposenta com o teto do INSS? Policiais estão fora desse teto, seja ele militar ou civil. Ou seja, ser militar não tem vantagem nenhuma...

      Excluir
  11. Menor salário da PMERJ e do CBMERJ deveria ser de R$ 3.118,62, afirma DIEESE. O salário do Soldado está em torno de R$ 2.382,00. A defasagem salarial é de R$ 736,62!

    O piso salarial da categoria (Militares Estaduais), em janeiro de 2015, deveria ter sido de R$ 3.118,62 (três mil, cento e dezoito reais e sessenta e dois centavos), de acordo com o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). No entanto, o valor continua insuficiente para suprir as necessidades vitais básicas de um Soldado da Polícia Militar ou do Corpo de Bombeiros. Todos os meses, o DIEESE calcula qual seria o salário mínimo necessário com base nos preços da cesta básica.

    O recruta (Aluno do CFSd) já deveria ingressar nos quadros da PMERJ ou do CBMERJ recebendo o referido valor (R$ 3.118,62).

    A Constituição da República Federativa do Brasil, promulgada em 5 de outubro de 1988, define o salário mínimo como aquele fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender às suas necessidades vitais básicas (do trabalhador) e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo, ...¨(Constituição Federal, art. 7o - IV). Para calcular o Salário Mínimo Necessário, o DIEESE considera o preceito constitucional de que o salário mínimo deve atender às necessidades básicas do trabalhador e de sua família e que é único para todo o país. Usa como base também o Decreto lei 399, que estabelece que o gasto com alimentação de um trabalhador adulto não pode ser inferior ao custo da Cesta Básica Nacional.

    O Salário Mínimo Necessário, calculado mensalmente como uma estimativa do que deveria ser o salário mínimo vigente é, também, um instrumento utilizado pelos sindicatos de trabalhadores para denunciar o descumprimento do preceito constitucional que estabelece as bases para a determinação da menor remuneração que vigora no país. O valor atual do Salário Mínimo Necessário é R$ 3.118,62 (três mil, cento e dezoito reais e sessenta e dois centavos).

    ResponderExcluir
  12. Quer ser policial Civil? simples saia da PM e faça prova para civil, desmilitarização é um engodo será que os praças são tão burros assim? será que não percebem que esse não é o caminho? uma revisão do regulamento da PM seria o mais correto, agora acabar com o militarismo? se isso acontecer quem esta querendo agora vai chorar muito ninguém está lendo as "entre linhas" dessa proposta...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sr.Oficial PM,não quero ser Policial Civil,só quero ser respeitado dentro da minha Instituição,chega de covardia,humilhações,o final da PM está muito próximo ,o caminho no seu entender é continuar nesse sistema arcaico,imoral e abusivo contra nós praças,agora vocês querem a revisão do RDPM,isso somente depois destes 200 anos,e certamente, tudo forçado por essa PEC 51?
      Senhores praças da PM,porque será, que mais de 77% dos policiais,querem o fim da PM,não sou em quem estou informando,foram pesquisas realizadas em todo o Brasil,será que essa porcentagem são formadas de burros,como coloca essa Oficial PM?
      Acredito,que o Sr.Oficial,deva ser conhecedor,que mais da metade do contingente(PRAÇAS), já possuem nível Superior ou em andamento, e ainda somos tachados de burros,será que ninguém leu essa PEC na íntegra ,ou será, que só vocês Oficiais estão vendo desvantagem em sua aprovação?
      Enfim, com essa PEC todos os policiais,serão julgados em nível de igualdade,sem privilégios,com direito a ampla defesa e ao contraditório,tudo sobre a égide de nossa CRFB/88,teremos direitos trabalhistas,qual foi a vantagem que nós praças, tivemos nesses 200 anos,só se for a de vocês oficiais serem reformados por surdez,para não descontarem o Imposto de renda,rombo no HCPM ,usarem auxílio moradia em benefício próprio,motoristas para suas esposas e filhos no colégio,rancho diferenciado,só serem excluídos por decisão do TJ,serem promovidos meteoricamente,etc...

      Excluir
    2. Anônimo 27 de fevereiro de 2015 16:09

      Caro oficial,não quero sair da PM para ser um "civil,aliás prestei concurso público como você ,pelo visto,quem estão incomodados são os oficiais,estão,saiam vocês da PM e tentem concurso para as FORÇAS ARMADAS,lá serão militares de verdade,essa mudança é iminente,e não caberá a vocês essa decisão,as entrelinhas é que vocês tomaram no rabo !

      Excluir
    3. Quer cometer atrocidades à vontade contra os seres humandos, junte-se ao ISIS, vá para a Síria.

      Excluir