domingo, 15 de março de 2015

O poder de cada facção criminosa no sistema penitenciário do Rio de janeiro


Uma planilha encaminhada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro ao CNJ revela, pela primeira vez, o poder de cada facção criminosa no sistema penitenciário do estado.
Segundo o estudo, o Comando Vermelho sozinho controla treze presídios, onde estão 15 300 presos. O Terceiro Comando domina três penitenciárias, totalizando 2 500 detentos. E a facção Amigos dos Amigos controla dois presídios, com uma população de cerca de 2 200 presos.
As três facções dividem ainda o mando de outros oito estabelecimentos penais. Apenas quatro presídios são tidos como neutros, com presos que não participam de nenhuma facção.

6 comentários:

  1. NO BRASIL, ONDE TUDO É INVERTIDO, OS BANDIDOS PRESOS, OFERECEM MAS PERIGO A SOCIEDADE, DO QUE QUANDO ESTÃO SOUTOS. ISSO POR QUE QUANDO ESTÃO SOLTOS, ELES NÃO TEM A TRANQUILIDADE, QUE TEM QUANDO ESTÃO NOS PRESIDIOS, QUE MAIS PARECEM O QG DOS MARGINAIS, DE ONDE ARTICULAM COM TODO TEMPO, E COM O APOIO DO ESTADO, QUE PROPORCIONA ALIMENTAÇÃO, SEGURANÇA E SAÚDE, A QUAL NÃO TEM DIREITO OS CIDADÃOS PAGADORES DE IMPOSTOS DESSE PAÍS, ESSE PAÍS É O PARAÍZO PARA OS BANDIDOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo! O Brasil deveria adotar PENA DE MORTE para crimes como NARCOTRÁFICO. A Indonésia vai executar outro brasileiro por narcotráfico. Ex-morador de Santa Catarina está na lista de execução por tráfico na Indonésia.

      'Execuções têm apoio público na Indonésia' - BBC Brasil
      "A Indonésia não faz segredo de que a pena de morte existe para traficantes de drogas. Se você é pego com drogas aqui, é isso que você enfrentará." (Karishma Vaswani, editora do serviço indonésio da BBC)

      INVERSÃO DE VALORES NO BRASIL: todos podem morrer, menos os bandidos!

      A pena de morte deve ser imposta para crimes que envolvem morte intencional (homicídio, latrocínio e narcotráfico), depois de um julgamento.

      Excluir
  2. A CARGA HORÁRIA DO POLICIAL MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO NÃO ESTÁ SENDO RESPEITADA! O descanso de um profissional de segurança tem que ser respeitado, caso contrário são colocadas várias vidas em risco. A Constituição Federal de 1988 (Inciso XIII do Artigo 7º) determina carga horária máxima de 44 (quarenta e quatro) horas semanais (vide Decreto-Lei nº 5.452, de 1943)! A Resolução da Secretaria de Estado de Segurança Pública nº 510, de 26 de Fevereiro de 2002, também determina a carga horária máxima semanal de quarenta e quatro horas e foi pública no Bol. da PM nº 046 de 11 de Março de 2002.

    ResponderExcluir
  3. AGORA TE DIGO QUEM BANCA ESTA TURMA,QUEM VOCES SABEM,SOMOS NOSDO ESTADO,FGTS E DESCONTOS ANORMAIS,PENSAO PARA ESPOSA DE PRESO,OU ESSA TAL BOLSA ? QUE AQUI ONDE MORO TEM TANTA GENTE FELIZ COM ATE QUATROS FILHOS,SEM FAZER NADA,E AI 30 DE TRABALHO PARA BANCAR ESTES QUE TIRAM A VIDA DE OUTROS,VALEU DILMA OU SEU QUEM PAGA ESTA MERDDDDDDDDDDDDD.

    ResponderExcluir
  4. ALO GALERA VAMOS ENTRAR MAS NESTE ASSUNTOS DA S O S PMERJ,VALEU VAMOS LER DIALOGAR.

    ResponderExcluir
  5. reclamem com os parlamentares eleitos e reeleitos,quem sabe no fim do mandato deles, eles começam a dizer que vão propor isso, prisão perpetua,voto facultativo, bastante salários depois eles largam tudo e troca de partido, basta ver a maioridade penal ninguém quer votar.

    ResponderExcluir