domingo, 29 de março de 2015

Operação da PM frustra tentativa de invasão de traficantes ao Morro da Mangueira


Uma tentativa de invasão ao Morro da Mangueira,  foi frustrada por uma operação do setor de inteligência da Polícia Militar, na madrugada deste domingo. Na ação, quatro suspeitos morreram e dois PMs ficaram feridos. Segundo a polícia, bandidos da facção do traficante Celso Pinheiro Pimenta, o Playboy, tentaram assumir o controle da comunidade. Na chegada do bando à favela, houve confronto.
Os criminosos baleados na operação chegaram a ser encaminhados para o Hospital municipal Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiram aos ferimentos. Os policiais militares: um agente da UPP da Mangueira, baleado na perna; e um soldado do Batalhão de Choque (BPChoq), que caiu de um muro, têm estado de saúde estável e não correm risco de morte.
Durante a operação, um homem, ainda não identificado, foi preso. Homens do Batalhão de Choque também apreenderam quatro fuzis, cinco granadas, cinco pistolas, 15 carregadores de fuzil e dez carregadores de pistola, totalizando cerca de mil munições. A situação era monitorada pela UPP da Mangueira desde a última sexta-feira. O caso foi registrado na 17ª DP (São Cristóvão).

VÍDEO MOSTRA TRAFICANTES  ARMADOS NA MANGUEIRA
video


7 comentários:

  1. O SOLDO DO SOLDADO PM ESTÁ ABAIXO DO SALÁRIO MÍNIMO NOMINAL ou VIGENTE (R$ 788,00).
    O VENCIMENTO DO SOLDADO PM ESTÁ ABAIXO DO SALÁRIO MÍNIMO NECESSÁRIO (R$ 3.182,81).

    O salário mínimo teria que ser R$ 3.182,81 para garantir o básico, ou seja, para suprir as necessidades vitais básicas previstas na Constituição Federal de 1988.

    "Quando o Estado abandona seus servidores, deixando-os à mercê do outro lado, é porque, muito provavelmente, o Estado está do outro lado." (Giovanni Falcone, Juiz italiano especializado em processos contra a máfia siciliana Cosa Nostra)

    DIEESE: valor do salário mínimo deveria ser R$ R$ 3.182,81 para suprir as despesas básicas de sobrevivência, conforme determina a nossa Carta Magna. Portanto, o menor salário da PMERJ e do CBMERJ deveria ser de R$ 3.182,81 (três mil, cento e oitenta e dois reais e oitenta e um centavos).

    Caso o Governo do Estado queira cumprir o que determina a Carta Magna, o salário do SD PM será de R$ 3.182,81 (três mil, cento e oitenta dois reais e oitenta um centavos) mensais.


    A CARGA HORÁRIA DO POLICIAL MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO NÃO ESTÁ SENDO RESPEITADA (A ESCALA DE 24H X 48H É CONTRA A LEI!).

    O descanso de um profissional de segurança tem que ser respeitado, caso contrário são colocadas várias vidas em risco.

    A Constituição Federal de 1988, no Inciso XIII do Artigo 7º, determina carga horária máxima de 44 (quarenta e quatro) horas semanais (vide Decreto-Lei nº 5.452, de 1943)!

    Cumpra-se o que diz o Bol da PM nº 046 - 11 Março 2002, que publicou a Resolução da Secretaria de Estado de Segurança Pública nº 510, de 26 de Fevereiro de 2002.
    Art. 1º - ...
    I - ... a carga horária mínima semanal de trinta horas e máxima semanal de quarenta e quatro horas.


    ResponderExcluir
  2. Policiais Militares esperam, desde quando ingressaram na PMERJ, por um SALÁRIO DIGNO!

    O salário do Policial Militar do Estado do Rio de Janeiro está defasado. Menor salário da PMERJ e do CBMERJ deveria ser de R$ 3.182,81 (três mil, cento e oitenta e dois reais e oitenta e um centavos), afirma DIEESE. O salário do Soldado está em torno de R$ 2.382,00. A defasagem salarial é de R$ 800,81!

    O piso salarial da categoria (Militares Estaduais), em Fevereiro de 2015, deveria ter sido de R$ 3.182,81 (três mil, cento e oitenta e dois reais e oitenta e um centavos), de acordo com o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). No entanto, o valor continua insuficiente para suprir as necessidades vitais básicas de um Soldado da Polícia Militar ou do Corpo de Bombeiros. Todos os meses, o DIEESE calcula qual seria o salário mínimo necessário com base nos preços da cesta básica.

    O recruta (Aluno do CFSd) já deveria ingressar nos quadros da PMERJ ou do CBMERJ recebendo o referido valor (R$ 3.182,81).



    A Constituição da República Federativa do Brasil, promulgada em 5 de outubro de 1988, define o salário mínimo como aquele fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender às suas necessidades vitais básicas (do trabalhador) e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo, ...¨(Constituição Federal, art. 7o - IV). Para calcular o Salário Mínimo Necessário, o DIEESE considera o preceito constitucional de que o salário mínimo deve atender às necessidades básicas do trabalhador e de sua família e que é único para todo o país. Usa como base também o Decreto lei 399, que estabelece que o gasto com alimentação de um trabalhador adulto não pode ser inferior ao custo da Cesta Básica Nacional.

    O Salário Mínimo Necessário, calculado mensalmente como uma estimativa do que deveria ser o salário mínimo vigente é, também, um instrumento utilizado pelos sindicatos de trabalhadores para denunciar o descumprimento do preceito constitucional que estabelece as bases para a determinação da menor remuneração que vigora no país. O valor atual do Salário Mínimo Necessário é R$ 3.182,81 (três mil, cento e oitenta e dois reais e oitenta e um centavos).

    O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos é uma criação do movimento sindical brasileiro. Foi fundado em 1955 para desenvolver pesquisas que fundamentassem as reivindicações dos trabalhadores.

    O custo de vida no Rio de Janeiro é o maior do país!

    Salário Mínimo Necessário divulgado pelo DIEESE, referente ao mês de Fevereiro/2015: R$ 3.182,81 (três mil, cento e oitenta e dois reais e oitenta e um centavos).


    ResponderExcluir
  3. Anarquista Revoltado30 de março de 2015 09:46

    A priori parabéns, a sociedade agradece ao excelente desempenho da ação dos policiais que participaram da empreitada em que neutralizaram eternamente esses meliantes que se recusaram a se entregarem oferecendo resistencia armada, atentando contra a vida dos policiais que representam naquele momento o Estado no cumprimento da lei.
    Se ações como esta fossem efetudas durante um mês inteiro seria a menos nas ruas 120 fuzis,150 pistolas, 150 granadas , 30 mil munições e 120 bandidos neutralizados ad eternum todo mês, seria um alívio para população e o sistema carcerário que esta lotado.
    Porém é como "enxugar gelo", o Governo não controla nada, todos sabemos que existe o tráfico internacional de armas que abastecem esses marginais, com a inércia ou anuência de quem deveria reprimir e não faz. Outro ponto é o descontrole da natalidade precoce, muito comum entre mulheres de baixa renda, e de baixo nivel de escolaridade, que não tem condições economicas de prover o próprio sustento, tem vários filhos que ficam entregues a própria sorte contando com a ajuda do Estado através de programas sociais que só estimulam esse tipo de aberração, por outro lado para o Governo corrupto é bom porque são mais eleitores ignorantes, e mais dinheiro destinado a esses programas que é uma compra de voto disfarçada.
    Portanto, no final das contas somos nós que pagamos tudo com IPVA, IPTU, IMPOSTO DE RENDA, ICMS, ISS, IOF, ITBI, DUDA, TAXA DE LICENCIAMENTO, TAXA DE EMISSÃO DE CRLV, TAXA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA, PEDÁGIOS ILEGAIS, IPI, ETC. È um absurdo um País que cobra impostos na produção de livros e na fabricação de remédios, se for analisar bem chega a ser surreal, não consigo entender tudo que é produzido aqui é mais caro, parece até que é um desestimulo para produção e consumo, queria saber as estratégias de crescimento dess País.

    ResponderExcluir
  4. Tinha é que deixar invadir mesmo e, a polícia só chegar depois para contar os mortos, são todos lixos.

    ResponderExcluir
  5. O SOLDO DO SOLDADO PM ESTÁ ABAIXO DO SALÁRIO MÍNIMO NOMINAL ou VIGENTE (R$ 788,00).
    O VENCIMENTO DO SOLDADO PM ESTÁ ABAIXO DO SALÁRIO MÍNIMO NECESSÁRIO (R$ 3.182,81).

    O salário mínimo teria que ser R$ 3.182,81 para garantir o básico, ou seja, para suprir as necessidades vitais básicas previstas na Constituição Federal de 1988.

    "Quando o Estado abandona seus servidores, deixando-os à mercê do outro lado, é porque, muito provavelmente, o Estado está do outro lado." (Giovanni Falcone, Juiz italiano especializado em processos contra a máfia siciliana Cosa Nostra)

    DIEESE: valor do salário mínimo deveria ser R$ R$ 3.182,81 para suprir as despesas básicas de sobrevivência, conforme determina a nossa Carta Magna. Portanto, o menor salário da PMERJ e do CBMERJ deveria ser de R$ 3.182,81 (três mil, cento e oitenta e dois reais e oitenta e um centavos).

    Caso o Governo do Estado queira cumprir o que determina a Carta Magna, o salário do SD PM será de R$ 3.182,81 (três mil, cento e oitenta dois reais e oitenta um centavos) mensais.


    A CARGA HORÁRIA DO POLICIAL MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO NÃO ESTÁ SENDO RESPEITADA (A ESCALA DE 24H X 48H É CONTRA A LEI!).

    O descanso de um profissional de segurança tem que ser respeitado, caso contrário são colocadas várias vidas em risco.

    A Constituição Federal de 1988, no Inciso XIII do Artigo 7º, determina carga horária máxima de 44 (quarenta e quatro) horas semanais (vide Decreto-Lei nº 5.452, de 1943)!

    Cumpra-se o que diz o Bol da PM nº 046 - 11 Março 2002, que publicou a Resolução da Secretaria de Estado de Segurança Pública nº 510, de 26 de Fevereiro de 2002.
    Art. 1º - ...
    I - ... a carga horária mínima semanal de trinta horas e máxima semanal de quarenta e quatro horas.


    ResponderExcluir
  6. Policiais Militares esperam, desde quando ingressaram na PMERJ, por um SALÁRIO DIGNO!

    O salário do Policial Militar do Estado do Rio de Janeiro está defasado. Menor salário da PMERJ e do CBMERJ deveria ser de R$ 3.182,81 (três mil, cento e oitenta e dois reais e oitenta e um centavos), afirma DIEESE. O salário do Soldado está em torno de R$ 2.382,00. A defasagem salarial é de R$ 800,81!

    O piso salarial da categoria (Militares Estaduais), em Fevereiro de 2015, deveria ter sido de R$ 3.182,81 (três mil, cento e oitenta e dois reais e oitenta e um centavos), de acordo com o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). No entanto, o valor continua insuficiente para suprir as necessidades vitais básicas de um Soldado da Polícia Militar ou do Corpo de Bombeiros. Todos os meses, o DIEESE calcula qual seria o salário mínimo necessário com base nos preços da cesta básica.

    O recruta (Aluno do CFSd) já deveria ingressar nos quadros da PMERJ ou do CBMERJ recebendo o referido valor (R$ 3.182,81).



    A Constituição da República Federativa do Brasil, promulgada em 5 de outubro de 1988, define o salário mínimo como aquele fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender às suas necessidades vitais básicas (do trabalhador) e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo, ...¨(Constituição Federal, art. 7o - IV). Para calcular o Salário Mínimo Necessário, o DIEESE considera o preceito constitucional de que o salário mínimo deve atender às necessidades básicas do trabalhador e de sua família e que é único para todo o país. Usa como base também o Decreto lei 399, que estabelece que o gasto com alimentação de um trabalhador adulto não pode ser inferior ao custo da Cesta Básica Nacional.

    O Salário Mínimo Necessário, calculado mensalmente como uma estimativa do que deveria ser o salário mínimo vigente é, também, um instrumento utilizado pelos sindicatos de trabalhadores para denunciar o descumprimento do preceito constitucional que estabelece as bases para a determinação da menor remuneração que vigora no país. O valor atual do Salário Mínimo Necessário é R$ 3.182,81 (três mil, cento e oitenta e dois reais e oitenta e um centavos).

    O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos é uma criação do movimento sindical brasileiro. Foi fundado em 1955 para desenvolver pesquisas que fundamentassem as reivindicações dos trabalhadores.

    O custo de vida no Rio de Janeiro é o maior do país!

    Salário Mínimo Necessário divulgado pelo DIEESE, referente ao mês de Fevereiro/2015: R$ 3.182,81 (três mil, cento e oitenta e dois reais e oitenta e um centavos).


    ResponderExcluir
  7. Meu amigo, os governantes estão "cagando" e andando para essas pesquisas. Para eles nós continuaremos sendo mal remunerados, não estão nem ai para essas pesquisas.
    Se você acha que vai sensibilizar policias Militares e Bombeiros com seus comentários, pode tirar seu "cavalo da chuva", pois não vai.
    Falta-nos poder de representação, leis que nos permitam fazermos nossas reivindicações, coragem para cobrar a proposição dessas leis, união - não há união nem mesmo dentro das instituições, inteligencia, etc, etc, etc....
    Não perca seu tempo, meu caro!!!

    ResponderExcluir