quarta-feira, 11 de março de 2015

Policial baleado na cabeça tem morte cerebral


O policial militar Anderson Fernandes teve morte cerebral na noite desta terça-feira (10). O PM da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) Fazendinha foi atingido na cabeça na noite de sábado (7) no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio. 

Segundo a CPP (Coordenadoria de Polícia Pacificadora), os policiais estavam em patrulhamento de rotina por volta das 15h quando Anderson foi atingido por um disparo.

O agente foi socorrido e encaminhado para o Hospital Getúlio Vargas, onde esteve internado até a noite desta terça.

5 comentários:

  1. Policiais Militares esperam, desde quando ingressaram na PMERJ, por um SALÁRIO DIGNO!

    O salário do Policial Militar do Estado do Rio de Janeiro está defasado. Menor salário da PMERJ e do CBMERJ deveria ser de R$ 3.182,81 (três mil, cento e oitenta e dois reais e oitenta e um centavos), afirma DIEESE. O salário do Soldado está em torno de R$ 2.382,00. A defasagem salarial é de R$ 800,81!

    O piso salarial da categoria (Militares Estaduais), em Fevereiro de 2015, deveria ter sido de R$ 3.182,81 (três mil, cento e oitenta e dois reais e oitenta e um centavos), de acordo com o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). No entanto, o valor continua insuficiente para suprir as necessidades vitais básicas de um Soldado da Polícia Militar ou do Corpo de Bombeiros. Todos os meses, o DIEESE calcula qual seria o salário mínimo necessário com base nos preços da cesta básica.

    O recruta (Aluno do CFSd) já deveria ingressar nos quadros da PMERJ ou do CBMERJ recebendo o referido valor (R$ 3.182,81).

    A Constituição da República Federativa do Brasil, promulgada em 5 de outubro de 1988, define o salário mínimo como aquele fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender às suas necessidades vitais básicas (do trabalhador) e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo, ...¨(Constituição Federal, art. 7o - IV). Para calcular o Salário Mínimo Necessário, o DIEESE considera o preceito constitucional de que o salário mínimo deve atender às necessidades básicas do trabalhador e de sua família e que é único para todo o país. Usa como base também o Decreto lei 399, que estabelece que o gasto com alimentação de um trabalhador adulto não pode ser inferior ao custo da Cesta Básica Nacional.

    O Salário Mínimo Necessário, calculado mensalmente como uma estimativa do que deveria ser o salário mínimo vigente é, também, um instrumento utilizado pelos sindicatos de trabalhadores para denunciar o descumprimento do preceito constitucional que estabelece as bases para a determinação da menor remuneração que vigora no país. O valor atual do Salário Mínimo Necessário é R$ 3.182,81 (três mil, cento e oitenta e dois reais e oitenta e um centavos).

    O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos é uma criação do movimento sindical brasileiro. Foi fundado em 1955 para desenvolver pesquisas que fundamentassem as reivindicações dos trabalhadores.

    O custo de vida no Rio de Janeiro é o maior do país!

    Salário Mínimo Necessário divulgado pelo DIEESE, referente ao mês de Fevereiro/2015: R$ 3.182,81 (três mil, cento e oitenta e dois reais e oitenta e um centavos).

    ResponderExcluir
  2. Cadê os DIREITOS HUMANOS agora??? Não querem admitir, mas o Rio de Janeiro está em GUERRA!!!

    ResponderExcluir
  3. é proibido usar capacete anti-balistico? fica caro? tenho visto em operações, nossos colegas equipados com coletes e a cabeça descoberta vai entender ! e não é um só não ,quase todo grupo inclusive o cmt. se o estado não fornece porque insistem em morrer? reclamem na assembleia ué! votaram neles !cobrem equipamento de proteção,outro dia tinha 5 pms,dentro de alguma favela todos atentos aos celulares,cada um olhando para nada coletados e cabeça descoberta. demostrando total desprezo pela vida deles.

    ResponderExcluir
  4. Onde está o Secretário de Estado de Segurança do Rio de Janeiro, senhor JOSÉ MARIANO BENINCÁ BELTRAME??

    ResponderExcluir
  5. MAS UMA VEZ DIGO E REPITO BELTRAME APAREÇA NA TELEVISAO DE SUA PREFERENCIA E DIGA,QUE SE LAMENTA DE VER MAIS UM POLIOCIAL MORTO,PELO MENOS CHORA LAGRIMAS DE CRODILO PRA DESFARÇAR, AGORA PRA DIZER QUE VAI COLOCAR POLICIAIS NA RUA E BELEZA,ENTENDA SECRETARIO O JUIZ MILITAR EXISTE,OU TU FAZ AS DUAS PARTES.A INVERSAO DE VALORES ESTA CRESCENDO ASSUSTADORAMENTE. O RIO DE JANEIRO CONTINUA

    ResponderExcluir