sábado, 23 de maio de 2015

Polícia apreende segunda maior carga de cocaína do país no Paraná


Paraná - A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, nesta sexta-feira, 846,3 kg de cocaína no Km 9, da BR-48, na cidade de Alto Paraíso, no Noroeste do Paraná. De acordo com informações da polícia, esta foi a segunda maior apreensão da droga já feita pelo órgão no país - a maior ocorrência foi em 2011, quando foram apreendidos 941kg no Mato Grosso.
Além da cocaína, os agentes apreenderam mais 128,8 kg de maconha. As substâncias estavam escondidas no tanque de combustível e na carroceria de duas carretas carregadas com soja que seguiam com destino a São Paulo. Os motoristas dos veículos foram presos em flagrante.

Durante a abordagem, a polícia constatou, por meio de testes de bafômetro, que os suspeitos também estavam embriagados. Em depoimento, os motoristas disseram o destino dos entorpecentes, mas não informaram à polícia quem era o receptor da droga na capital paulista. Os suspeitos e as drogas foram encaminhados para a delegacia da Polícia Federal em Guaíra (PR).

2 comentários:

  1. A Promoção de Praças por Tempo de Serviço tem que acabar! A PMERJ não pode abrir mão da QUALIFICAÇÃO da tropa.

    A PMERJ deve acabar com a Promoção de Praças por Tempo de Serviço, que nivela a tropa por baixo e prejudica a distribuição de funções. A ASCENSÃO AUTOMÁTICA deixa a tropa acomodada, desinteressada pelo estudo e, consequentemente, desqualificada. O Soldado PM que cumpriu o interstício deve, portanto, prestar concurso interno para Cabo PM (CFC), para provar que tem condições de exercer a referida função, assim como o Cabo PM deve ser avaliado para ser promovido à graduação de Terceiro-Sargento PM (CFS). O Segundo-Sargento PM, por sua vez, deve fazer prova para o CAS, para posteriormente estar apto às promoções às graduações de Primeiro-Sargento PM e Subtenente PM. É preciso haver mudanças, pois não pode um PM que nunca estudou exercer funções para as quais não está preparado!

    ResponderExcluir