segunda-feira, 15 de junho de 2015

Playboy combina cessar-fogo com chefes de facção rival

video

“Não estou pedindo trégua pra ninguém, não. Vocês são de uma facção, eu sou de outra. É guerra de sangue. Mas estou aqui para não chamar mais atenção da mídia, pro morador ficar tranquilo, pra criança poder brincar”, avisa o traficante Celso Pinheiro Pimenta, o Playboy. O recado é dado aos chefes da facção rival Ricardo Chaves de Castro Lima, o Fu, e Claudio José de Souza Fontarigo, o Claudinho da Mineira. Em conversa pelo rádio, e divulgada por grupos de WhatsApp, os três criminosos combinam um “cessar fogo” na região das favelas que dominam, em Costa Barros, na Pavuna, Zona Norte do Rio. O áudio é analisado por policiais da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD).  Leia a reportagem Aqui 

2 comentários:

  1. RIO DE JANEIRO .
    CHEGA DE IMPUNIDADE.
    FAMILIA PM,BM, CATOLICO ,ENVAGELICO E OUTRAS RELIGIAO.
    VOMOS DA BASTA NESSE MARCELO FREIXO ELE SO DEFENDER BANDIDOS .
    DIA 18/06/2015 NA ALERJ 14 H.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo mundo quer maior qualidade na segurança pública, mas para melhorar a qualidade será imprescindível melhorar a questão salarial, ou seja, valorizar o policial militar.

      O Salário Mínimo Necessário foi calculado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) em R$ 3.377,62 (três mil, trezentos e setenta e sete reais e sessenta e dois centavos) no mês de Maio de 2015, de acordo com o inciso IV do artigo 7º da Constituição Federal de 1988 ("salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender a suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo").

      Excluir