terça-feira, 9 de junho de 2015

Preso por matar delegada é encontrado morto dentro da cela


Alessandro Oliveira Furtado, assassino confesso da própria mulher, a delegada Tatiene Damaris Sobrinho Damasceno Furtado, foi encontrado morto, na manhã desta segunda-feira (8), em uma cela, na Penitenciária Bandeira Stampa, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, Zona Oeste do Rio.

O corpo de Alessandro, que apresentava cortes no pescoço, segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). O laudo sobre a causa da morte ainda não foi divulgado. 

4 comentários:

  1. Pelo menos pra assassinos de delegados, existe pena de morte, assim como foi no caso do ex PM que também foi morto após assassinar um delegado no recreio.

    ResponderExcluir
  2. Como foi bandido matando criminoso, os representantes dos Direitos Humanos nem aparecem para comentar o caso!

    ResponderExcluir
  3. SUGESTÃO AO MODERADOR.

    Saudações, senhor! Achei o vídeo abaixo bem diferente, pois eu não estou acostumado em ver a sociedade tomar as dores de policiais. Um cidadão agride dois policiais com tapa e soco. De repente a sociedade avança para cima do agressor dos PMs, bate nele até ele ficar desacordado.

    Abraços e obrigado.

    http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2015/06/11/homem-agride-policiais-e-e-espancado-por-civis-no-centro-de-sp.htm

    ResponderExcluir
  4. Todo mundo quer maior qualidade na segurança pública, mas para melhorar a qualidade será imprescindível melhorar a questão salarial, ou seja, valorizar o policial militar.

    O Salário Mínimo Necessário foi calculado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) em R$ 3.377,62 (três mil, trezentos e setenta e sete reais e sessenta e dois centavos) no mês de Maio de 2015, de acordo com o inciso IV do artigo 7º da Constituição Federal de 1988 ("salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender a suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo").

    ResponderExcluir