sexta-feira, 2 de outubro de 2015

UM PM MORREU E OUTRO FICOU FERIDO APÓS ASSALTO NA SULACAP

É estável o quadro de saúde do cabo da Polícia Militar Antônio Carlos Dias Leite, lotado no 16º BPM (Olaria). A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Saúde. Antônio foi baleado após sofrer uma tentativa de assalto, na manhã desta sexta-feira (02), na Avenida Marechal Fontenelle, em Sulacap, na Zona Oeste do Rio.

Ele e o sargento Marcelo Moraes, também do 16º BPM, estavam em uma moto, quando foram abordados por criminosos. Os PMs reagiram e houve troca de tiros. Os dois foram baleados, mas o sargento não resistiu aos ferimentos e morreu na hora. Já o cabo está internado no Hospital Estadual Albert Schweitzer, em Realengo, onde passou por uma cirurgia.



 Um pedestre que passava pelo local, pegou a arma de um dos militares e atirou contra os bandidos. Um deles também morreu e o outro conseguiu fugir. Agentes da Divisão de Homicídios da Capital (DH) investigam o caso. O corpo do sargento Marcelo Moraes será enterrado neste sábado (03), às 11h, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap. 

9 comentários:

  1. Louvável a atitude do Ex-Soldado da Aeronáutica. Melhor ainda, que por ter dado baixa a pouco tempo, a pontaria do ex-militar continua afiada. Parabéns pela reação.

    ResponderExcluir
  2. uma vez militar, sempre militar...
    R2

    ResponderExcluir
  3. Graças a intervenção do ex-militar, ao menos um dos vagabundos foi ao encontro do capera. Valeu Soldado!

    ResponderExcluir
  4. nós cidadãos de bem somos a maioria, se nos unirmos esses vagabundos se cagam de medo.
    esse governo é que quer deixar o cidadão de bem desarmado para ser vitima dos vagabundos.

    ResponderExcluir
  5. Policiais Militares do Rio de Janeiro morrem por um vencimento inferior ao Salário Mínimo Necessário!

    Todo mundo quer maior qualidade na segurança pública, mas para melhorar a qualidade será imprescindível melhorar a questão salarial, ou seja, valorizar o Policial Militar com uma remuneração digna.

    O Salário Mínimo Necessário foi calculado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) em R$ 3.377,62 (três mil, trezentos e setenta e sete reais e sessenta e dois centavos) no mês de Maio de 2015, de acordo com o inciso IV do artigo 7º da Constituição Federal de 1988 ("salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender a suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo").

    http://www.dieese.org.br/analisecestabasica/salarioMinimo.html

    O adicional de periculosidade para profissionais de segurança pública foi aprovado!

    A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 193/15, que garante aos integrantes do sistema de segurança pública de todo o País o adicional de periculosidade. Pelo texto, cada estado vai estabelecer o valor do adicional, desde que observado um percentual mínimo de 30% sobre a remuneração total.

    Acrescido dos 30% de Adicional de Periculosidade (R$ 1.013,28), o valor do Piso Salarial da categoria deveria ser fixado em R$ 4.390,90 (quatro mil, trezentos e noventa reais e noventa centavos). O menor vencimento deve ser igual ou superior ao referido valor.

    "QUEM VIVE PARA PROTEGER, MERECE RESPEITO PARA VIVER." NÃO HÁ JUSTIFICATIVA PARA OS BAIXOS SALÁRIOS DOS SERVIDORES MILITARES NO RIO DE JANEIRO! POLICIAL MILITAR DESMOTIVADO SIGNIFICA SEGURANÇA PÚBLICA AMEAÇADA.

    ResponderExcluir
  6. Pelo serviço que presta, um Soldado da PMERJ deveria ter ensino superior completo e receber um salário de R$ 7.514,33 (sete mil, quinhentos e quatorze reais e trinta e três centavos), para uma jornada de trabalho de até 144 horas mensais.

    ResponderExcluir
  7. Esse rapaz de caráter, vem fazendo "bico" como segurança particular desde que foi licenciado por não ser militar de carreira. A Aeronáutica perdeu um grande guerreiro. No passado a PM poderia aproveitá-lo, sem necessidade de concurso. Hoje isso não é mais possível. Uma pena para todos nós da PMERJ e também para a sociedade. Somos gratos a você bravo cidadão, por ter salvo nosso colega. Que Deus o proteja!

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Parabéns combatente!
    Que Deus ilumine seus passos...

    ResponderExcluir