quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

ATENÇÃO: Para receber o 13º, os servidores terão que assinar um termo de adesão ao empréstimo.

O Bradesco aprovou a concessão de empréstimo para que o governo estadual possa fazer, de uma vez, o pagamento da segunda parcela do décimo terceiro salário dos servidores.

A operação, de R$ 500 milhões, permitirá também o depósito imediato da remuneração dos pensionistas relativa ao mês de dezembro. Este pagamento havia sido transferido para janeiro.

O governador Pezão disse, no início da tarde desta quinta-feira ao 'Informe do DIA', que tentará fazer todos os créditos nesta sexta-feira, 18.

Ontem, o Palácio Guanabara anunciara que, por falta de recursos, o pagamento da segunda parcela do décimo terceiro seria feito em cinco prestações.

A transação com o Bradesco, que é responsável pela folha de pagamento dos servidores, precisa ser aprovada pelos deputados estaduais - o projeto de lei que autoriza o empréstimo será enviado pelo governo ainda hoje para a Assembleia Legislativa.

A negociação entre a Secretaria Estadual de Fazenda e o banco foi revelada na edição impressa do 'Informe' desta quinta-feira, 17.

Para receber o 13º, os servidores terão que assinar um termo de adesão ao empréstimo. Isto poderá ser feito em agências do Bradesco ou pela internet. Apesar da necessidade do documento, a operação de crédito será feita pelo governo do estado, que ficará responsável pelo pagamento dos juros.

Na negociação com o Bradesco, o governo conseguiu uma taxa de juros de 1,4%, semelhante à utilizada em empréstimos consignados.

16 comentários:

  1. Quem e o avalista,dessa transação.

    ResponderExcluir
  2. O governo faz empréstimo e o servidor é quem assina!!!!!!!!!!!!!!!, esse é o estado da olímpiada, tem uma solução....... PÁRA TUDO...

    ResponderExcluir
  3. NEGATIVO, NÃO TEMOS QUE ASSINAR ADESÃO AO EMPRÉSTIMO, POIS NÃO SOMOS NÓS QUE ESTAMOS PEDINDO EMPRÉSTIMO AO BANCO BRADESCO, É O GOVERNO DO ESTADO!

    ResponderExcluir
  4. POLICIAIS MILITARES ARRISCAM A PRÓPRIA VIDA POR MUITO POUCO

    A Polícia Militar precisa ser valorizada e fortalecida, pois POLICIAIS MILITARES DESMOTIVADOS significa SEGURANÇA PÚBLICA AMEAÇADA. Vale lembrar que o Rio de Janeiro sediará os Jogos Olímpicos de 2016, sendo o reconhecimento pecuniário indispensável, imprescindível para melhorar a qualidade do serviço policial-militar.

    Nas sociedades capitalistas é comum que o valor de um indivíduo seja aferido através do seu poder de compra, e isso tem muito a ver com seus rendimentos – a quantidade de dinheiro que ele consegue adquirir em determinado espaço de tempo. O salário do Policial Militar do Rio de Janeiro é incapaz de atender às suas necessidades vitais básicas (previstas no inciso IV do artigo 7º da Constituição Federal de 1988).

    Não é à toa que, falando de valorização dos policiais brasileiros, sempre se remete à questão salarial como um problema sério, pois além de garantir elementos essenciais para a sobrevivência, “ganhar bem” concede ao profissional um posicionamento social de relevância. Todo mundo quer maior qualidade na segurança pública, mas para melhorar a qualidade será imprescindível melhorar a questão salarial, ou seja, valorizar o Policial Militar com uma remuneração digna.

    A PMERJ pode reclamar bastante dos seus vencimentos, pois são inadequados para as funções exercidas. Os baixos salários desmotivam a tropa e criam desinteresse pela profissão. Um Soldado de Polícia Militar em início de carreira deveria receber vencimentos iniciais de R$ 8.712,50 (oito mil, setecentos e doze reais e cinquenta centavos) mensais, para uma jornada de trabalho de até 144 horas mensais. A questão salarial impacta diretamente na autoestima dos Policiais e na valorização das Polícias.

    Os baixos salários fazem a PMERJ perder oficiais e praças. O idealismo vai esmorecendo, pois já não encontra-se mais comandantes com "C" maiúsculo, dignos de orgulho de seus comandados e os vencimentos não são suficientes para dar uma vida digna à família. A tropa da PMERJ está desmotivada, insatisfeita e tem VERGONHA DO SALÁRIO! Não há justificativa para os BAIXOS SALÁRIOS.

    "QUEM VIVE PARA PROTEGER, MERECE RESPEITO PARA VIVER." O Policial Militar precisa ser valorizado como herói! Em contrapartida, a Polícia Militar deveria acabar definitivamente com a Promoção de Praças por Tempo de Serviço! As Promoções devem ser conquistadas mediante aprovação em concursos internos para o CFC, o CFS e o CAS, bem como a conclusão de um Curso de Ensino Superior. Os Policiais Militares que já concluíram o 3º Grau deveriam receber um acréscimo no salário, como é feito na Guarda Municipal do Rio de Janeiro. Quem se qualificou tem que ser premiado. É a única forma de incentivar o estudo, a qualificação.

    ResponderExcluir
  5. NÃO CONFIO NO PEZÃO, NÃO ASSINAREI O DOCUMENTO!!!

    ResponderExcluir
  6. Vamos fechar com os bombeiros greve já

    ResponderExcluir
  7. Os bombeiros foram os únicos que pararam vamos mostrar que podemos para sem ninguém uo vamos uniram as forças BMPM greve já

    ResponderExcluir
  8. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK,volta logo,Garotinho,o melhor que o Rio teve! Garotinhooooooooooooooooooooooooo.

    ResponderExcluir
  9. Oq falta na PM é culhã..parra essa porra que esse dinheiro aparece em minutos..

    ResponderExcluir
  10. ISSO É UMA PIADA,ELE DEVE,FAZ O EMPRÉSTIMO E,NÓS QUE PAGAMOS,NÃO É ATOA QUE ELE SÓ VIVE RINDO,SOMOS VERDADEIROS MARIONETES EM SUAS MÃOS.

    ResponderExcluir
  11. O banco não joga pra perder. A grosso modo, se o estado não pagar, nós pagaremos. Entendeu? Isto é pra evidenciar que nem o Bradesco tem confiança no estado. Ou seja, a garantia é o dinheiro do pobre do funcionário público.

    ResponderExcluir
  12. Na verdade essa ladainha é pra eles ganharem tempo é não ter risco de paralisação, pois muitas famílias não tem nem como se sustentaram nesse mãe do de dezembro e nem tão pouco ter Natal e ano novo, fiquei sem pagamento de dezembro e ainda recebi 315, 00 de décimo. Agora o repasse normal do Gov federal foi feito, o pagamento de dezembro e bônus natalino deles tb foram feitos, eles não tiveram nem a decência de ter avisado com antecedência, pois o rombo não brotou do nada, estou revoltada e desesperada com essa situação ridícula imposta pelo governador.

    ResponderExcluir
  13. AMIGOS SOU BOMBEIRO SGT BM 20 ANOS DE SERVIÇO, SE NOS NAO FICARMOS UNIDOS NO DI 21 DE DEZEMBRO NA ALERJ. NADA VAI MUDAR LEMBRE-SE O GOVERNO NAO GOSTA DE NOS PRICIPALMENTE VOCES PMS. DEIXEM DE SER TROUXAS, E DE TER MEDO. ESSE DINHEIRO DO 13% e seu LUTE POR ELE JUNTO CONOSCO OK. DEUS ABENÇOE VOCES.

    ResponderExcluir
  14. Soube que os oficiais bombeiros estão dispostos a parar vamos fazer o mesmo,ou ficaremos mais uma vez nas costas deles?

    ResponderExcluir
  15. Pedir emprestimo para um banco....pra receber o décimo terceiro salário que é obrigação do Estado, tendo como fiador o próprio Estado. O mesmo Estado que não se empenha em ter dinheiro pra pagar aos funcionários... Vai se empenhar pra pagar um empréstimo que não será dele e sim nosso?
    É subestimar muito a inteligência do Policial Militar do RJ.

    ResponderExcluir