terça-feira, 7 de junho de 2016

Salário de maio parcelado (Servidor - Nelson Lima)

O Estado do Rio, agora, depende da União para não ter que parcelar os salários de maio de seus servidores públicos. Hoje, o governo estadual está com suas contas bloqueadas por não ter quitado uma parcela de um empréstimo feito junto à Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), do qual a União era avalista. Caso o Planalto não reveja o pedido de bloqueio, o parcelamento dos salários do funcionalismo fluminense é certo. 
Segundo integrantes da cúpula do governo estadual, o Rio não conseguiu quitar a parcela do empréstimo com a AFD porque teve R$ 49 milhões arrestados pela Defensoria Pública. O valor foi retirado das contas estaduais no início da semana passada e serviu para quitar a folha de pagamento dos servidores daquele órgão. O governo contava com esse dinheiro para pagar, entre outras obrigações, parte do financiamento. 
Como a União é avalista do empréstimo junto ao fundo francês, coube ao governo federal quitar a pendência. A contrapartida foi pedir o bloqueio de todas as contas estaduais que recebem pagamentos de Imposto sobre Circulação de Mercadores e Serviços (ICMS). 
O pagamento salarial dos servidores está agendado para o dia 14 de junho, 10º dia útil do mês. A folha mensal das administrações direta e indireta gira em torno de R$1,5 bilhão. 
Desde o início da crise, o Estado do Rio trabalha com a arrecadação diária, principalmente de ICMS, para pagar o funcionalismo. A esperança do Executivo é tratar do desbloqueio das contas nos próximos dias, com o governo federal. A crise estadual vem prejudicando o pagamento da folha desde o fim de 2015. Os salários de novembro, por exemplo, foram parcelados em duas vezes para os que recebem mais de R$ 2 mil. Em abril, houve atraso no depósito para 137 mil inativos que recebem mais de R$ 2 mil.

2 comentários:

  1. O salário mínimo necessário é de R$ 3.795,24 mensais, valor médio, calculado pelo DIEESE, para suprir as necessidades vitais básicas, previstas no Inciso IV, do Artigo 7°, da Constituição Federal de 1988.

    ResponderExcluir
  2. A sacanagem vem de longe e a merda acabou de vir a tona nesse governo desgovernado do membro da família adans chamado , ou melhor , apelidado pezão ! garotinho sempre foi um falso protetor dos pobres que roubava mais do que rozinha e sua filha podiam gastar , depois sergio cabral sempre foi um lobo em pele de cordeiro , um grande salteador que até com o tráfico de drogas barganhou . um ladrão disfarçado de protetor de velhinhos por exemplo !
    ai entra a outra parte da sacanagem : me deixa pasmo quando vejo um monte de babacas dizendo que as olimpiadas vão deixar um legado para o estado falido do rio de janeiro e até brasil ...
    que merda de legado uma olimpiada pode deixar para alguém que não é atleta ?
    outra coisa que espanta é a fortuna mega bilionária que esta sendo e ainda será gasta com esse elefante branco chamado olimpiadas enquanto o estado vive sua mazela econômica e social !
    sou funcionário publico militar estadual a quase 20 anos e durante todo esse tempo ouvi falar em greve na policia militar , civil e bombeiros umas 4 vezes .
    pura kaozada ! a policia militar não tem peito pra fazer greve por dois motivos principais : a tropa caga de medo desses oficiais danoninhos feitos nas coxas que como oficiais da supervisão voltam até a idade média se achando soberanos reais e os "cabeças" da instituição morrem de medo de perder a condição de semideuses na terra ...

    ResponderExcluir